14 de mar de 2015

A tortinha.

Causo - Torta.

- Diógenes, bom dia!
- Alô, Diógenes?
- Opa!
- E essa torta, vai rolar?

A voz era de mulher, mas eu não estava reconhecendo...

- Torta... ?
- É! Tô de olho na sua tortinha, hein?

Só pode ser sacanagem.

- Minha tortinha?
- É. Vai rolar, né?

Tudo bem que outubro é o mês do meu aniversário, mas ou a menina morava na lua e se mudou há pouco, ou tinha muita intimidade comigo para fazer a brincadeira. A segunda opção me preocupava porque eu não reconhecia a voz.

- Ah... a tortinha.... né?
- É! Essa tortinha vai ter que rolar!
- De aniversário?
- É. Olha, se você quiser que eu traga da Tortarelli, a gente combina qual e é lá do lado de casa patati patatá...

Quem é essa louca?

- Viviane?
- Diga.
- ... hã? ... e qual é a média de preço?

Veio de Júpiter, no mínimo. O pior é que é bonita, a maluca. "De olho na minha tortinha"...
Ô...

[]´s

P.S.: Os fatos se deram no dia anterior ao início da greve.

Nenhum comentário: