29 de mai de 2014

Discriminado.

Discriminação no trabalho.

Armaram um baba. Aqui a média de idade dos funcionários - homens são bem uns vinte - deve estar pelos 42 anos. Destoamos eu e um outro funcionário, mais novo que eu na empresa, já que ele é do último concurso, e que de idade é uns três anos mais velho que eu. Tô com 25. Mas ele não conta, na história, porque é um desses caras do tipo que não joga futebol.
Só que eu jogo. E o pessoal fez uma regra séria no baba, que a idade mínima para jogar seria de 35 anos.
A regra não serviu só para me cortar. Funcionários de outros setores falaram em levar filhos, sobrinhos, e a galera vetou implacavelmente. Ainda tentei argumentar que eu não era filho nem sobrinho de ninguém, que eu era colega, aqui, e tal, e que eu nem jogava bem. Um dos colegas considerava autorizar minha entrada.
- É, Alex. Diógenes dá para encarar. Nem é esse boleiro todo, mesmo, não!
- É! Não é esse boleiro todo mas, menino novo, assim, começa a correr e quem é que acompanha? Você que vai marcar?
- É... bem... por esse lado, então...
Não insisti mais. Não quero ir aonde não sou bem vindo. E até achei engraçado, o pessoal tendo "medo" de meu futebol. Melhor nem ir mesmo, para não estragar a fama... :)

[]´s

Nenhum comentário: