17 de nov de 2010

Preocupação de mãe...

Umbora nessa!
Viajei de carro de Salvador para Brasília. Ao chegar, tentei ligar para minha mãe para dizer que estava bem. Tentei duas vezes.Chamou até cair na caixa em ambas.
Era tarde, eu estava cansado, e fui dormir. No outro dia, pelas onze da manhã, liguei de novo mais duas vezes. Nada. Quando deu duas e pouco da tarde, liguei outra vez e nada. Quatro e tanto, Ozônio, dono da casa onde estou alugando um quarto, bate à porta.
 
- Ligue para sua mãe que ela está super-preocupada com você. Ela tentou te ligar e não conseguiu.
 
Tá bom. Super-preocupada... Liguei, informei, e ela, super-ocupada (isso sim), não falou comigo direito.
Hoje liguei de novo por conta de um pen-drive que esqueci lá. Falamos sobre ele, ela fica de me enviar, e depois vem com a seguinte:
 
- Você saiu daqui de Salvador que horas, domingo?
- Seis da manhã, mãe.
- E chegou aí em Brasília que horas?
- Dez e meia da noite, mãe...
- Meu filho! São mil e seiscentos quilômetros em dezesseis horas! Você fez cem quilômetros por hora de média, Diógenes!
- Ô, mãe... É que de Barreiras pra frente tava uma chuva retada!
- Filho da **!
- Senão dava para ter feito melhor...

11 de nov de 2010

Quem foi à praia, mesmo?

Ah, Bina...
Lá estava eu ensinando meus nobres alunos a pesquisar na internet, quando tive a infeliz idéia de sugerir a pesquisa [Reinaldo foi à praia] fora de aspas.
Tirei o nome Reinaldo do nalda, com o perdão do trocadilho, mas o Google me pipocou um tanto de resultados sobre idas à praia do Reynaldo Gianecchini. Paciência. Depois quando tentamos a pesquisa entre aspas, não deu em nada, e eu tive que mudar para um nome mais comum.
Tentem aí [Paulo foi à praia] sem aspas! Me aparecem informações sobre Paulo Vilhena, e a essa altura os alunos mais saidinhos já estavam sacaneando soltamente.
- Todo mundo acompanhando aí! A próxima pesquise é: abre aspas, Sabrina Sato, fecha aspas!
Ainda teve um gaiato para dizer "tem melhores", mas não dei conversa. É óbvio que ele não tem bom gosto.
O item seguinte da pauta, no entanto, era pesquisa de imagens, e eu achei melhor ser precavido por conta do ambiente:
- Gente... Vamos pesquisar agora imagens. Mudem a consulta aí para [bandeira do Brasil], por favor, e cliquem lá em...